Calça jeans, saia midi, vestidos românticos e bermudas descoladas. Existe um tipo de calçado que combina com todas essas peças e ainda tem o poder de alongar as pernas. Sim, estamos falando do scarpin, sapato caracterizado pelo salto de 4 a 10 cm. Clássico, ganhou cores e texturas diferenciadas ao longo do tempo e se tornou indispensável no guarda-roupa feminino.

O que muita gente não sabe é que o scarpin surgiu há muitos anos. Tudo começou em 1947, quando ninguém mais, ninguém menos que Christian Dior popularizou o modelo. Na época, a proposta era incluir o scarpin no movimento New Look, que tinha como objetivo introduzir um novo estilo de moda entre as mulheres no período pós-guerra.

Quer mais uma curiosidade? O nome scarpin vem da Itália. Pois é, a origem é a palavra scarpino, diminutivo de scarpa, que significa sapato. O modelo fez (e continua fazendo) tanto sucesso que hoje virou uma referência. Difícil mesmo é encontrar uma mulher que não tenha um scarpin no armário.

Características

Para ser considerado de fato um scarpin, o sapato precisa seguir algumas características. O salto alto é a marca registrada. Os mais tradicionais possuem salto agulha, com cerca de 10 cm. Quanto à cor, sempre foi mais comum encontrar modelos em preto, branco ou vermelho.

Atualmente, existem diversas opções, tudo para que você possa se render ao charme do scarpin. Há versões com saltos mais baixos e largos para trazer mais conforto, com acabamentos diferenciados como o fachete, ou mesmo em formas arrojadas, como o salto “vírgula”. Também não há regras em relação à cor. Os scarpins coloridos estão com tudo, assim como os feitos com texturas diferentes, com aplicações de pedras e outros elementos.

 

Como usar

Apesar de ser clássico, o scarpin é versátil e cria os mais diferentes estilos para os seus looks. No ambiente de trabalho, por exemplo, é sinônimo de poder e elegância. Uma dica é combiná-lo com camisa social e calça de alfaiataria. Prefira scarpins em cores mais discretas para não chamar atenção e cair no exagero.

Para compor um look mais romântico, não tem segredo. Invista em um vestido rodado ou na dupla camiseta e saia midi. Nossa dica para essa produção é o scarpin em tons de pele, que alonga as pernas de forma instantânea. Ou seja, além de linda, você também vai parecer mais alta. Bom, né?

Você também pode usar seu scarpin para a balada. O preto é um clássico e combina com roupas cheias de brilho. Outra opção é inverter o jogo: use roupas de cor única e sem textura, deixando o brilho para os pés. Scarpin com materiais brilhantes, envernizados ou com aplicações de pedraria são maravilhosos para dançar até cansar.

Scarpins com uma plataforma frontal acoplada a palmilha também são ótimas opções que permitem altura sem que os pés sofram. Amenizam a altura do salto, tornando o sapato ideal para dias agitados, sem perder a sofisticação e conforto necessários.

 

Fonte: Blog Usaflex